Festival Satolep Circus e fotos do Sete ao Entardecer

maio 11, 2011

Bah, sem comentários!!! Mais uma vez a galera interagindo e cantando junto com a gente e a banda mandando ferro!!! Foi FODA!!! Valeu Cassiano, Gordo, Manoval, bandas e a galera que compareceu no Festival Satolep Circus. Faziam quase três anos que não tocávamos no Galpão do Rock!!! Que doidera.

E seguindo as atividades da Satolep, hoje a noite tem Marcelo Camelo no Theatro Guarany,  pós 21h. Como temos ensaio antes, vamos invadir depois o Theatro. Abertura dos nossos brotherz da Vade Retrô!!!

Como tinha prometido, aí vão algumas fotos do show do Sete ao Entardecer feitas pela Regina Mello. A gente tá agilizando os vídeos para postar no youtube e aqui no blog.

Seguindo a programação das gravações, o pessoal do estúdio A Vapor já começou a mixagem geral. Próximas gravinas serão as participações de Davi Batuca e Dj Pedrinho. Só fera!!!

Bueno, bom apetite, peixe vendido, câmbio desligo.

Anúncios

Freak Brotherz “intha house detonando tudo” no projeto Sete ao Entardecer

abril 7, 2011

Para quem foi no show em comemoração do décimo terceiro ano da Freak sabe do que estou falando. Agora, para quem não foi, não se preocupem. VAMOS REPETIR A DOSE.

Vamos aproveitar o projeto Sete ao Entardecer para reapresentar as novas músicas que tocamos no aniversário da banda no Wong Bar (19/03). Sons como “É igual“, “Algo lhe dizia“, ” Só se dá valor” e “Do 24 a Faixa de Gaza“. As músicas “Mas a vida segue“, “O que vai sobrar” e “O que você fez hoje?” que estão sendo gravadas no estúdio do Dione, Esmute e Lauro também farão parte do repertório. As gravações estão ficando uma patada.

Falando de gravação, hoje pela manhã o Rodrigão foi lá matar mais uma parte das “guitas” ficando para amanhã ele finalizar os sons. Se tudo correr como o planejado, sexta-feira o Danilo começa a gravar os vocais. Algumas participações já foram combinadas, mas essas serão surpresa.

Voltando a falar do projeto Sete ao Entardecer, o show inicia pontualmente às 18h30, na Fábrica Cultural (Rua Félix da Cunha, 952) e a entrada é franca. Boa apresentação para levar aquele sobrinho que tá se desvirtuando musicalmente e escutando aquele “sonzinho murrinha” da moda. hehehehe

Outro toque é que vamos estar tocando em Camaquã no dia 30 de abril, no 6º Rock & Poesia, projeto organizado pelo Alceu, nosso brotherz de longa data. No mesmo dia a Freak vai dividir o palco com a minha outra banda, a Bullseye. Quem quiser conhecer o som da Bullseye basta entrar no www.myspace.com/bandabullseye. A música Live to ride foi gravada no mesmo estúdio que a Freak está gravando seus sons. Os guris do estúdio estão matando a pau nas “gravinas”. Recomendamos.

Então é isso, bom apetite, peixe vendido, câmbio desligo.


Show do aniversário da banda e projeto Sete ao Entardecer

março 31, 2011

FOI F#D@!!! Valeu a todos que compareceram e fizeram o nosso aniversário uma baita festa. E com direito a “roda punk” (como gostam de chamar a Roda de Pogo) com a trinha sonora de parabéns a você!!! Sério, foi muito foda!!!

As duas bandas convidadas mandaram muito bem!!! Valeu Burnout e Vade Retro por terem contribuído para que a  insanidade coletiva fosse mais intensa. Não podendo esquecer da  galera do Wong Bar, Body Art Studio Tatto, Blog Seja e Papuera Bar por apoiarem o show.

No dia apresentamos as músicas novas Algo lhe dizia, É igual, Só se dá valor e Do 24 a faixa de gaza, além dos sons do Dentro da ideia!

E para quem não pode curtir conosco a  festa de 13 anos da Freak, vamos repetir a dose, só que dessa vez no projeto Sete ao Entardecer. O show vai ser no dia 11 de abril, segunda-feira, às 18h30. Infelizmente o projeto ainda não voltou para o Theatro Sete de Abril, então o show vai ser na Fábrica Cultural (rua Félix da Cunha, 952 – entre Argolo e Avenida). A entrada é gratuita.

Então é isso. Bom Apetite, Peixe Vendido e Câmbio Desligo.

Fotos da Marina Kerr

 

Fotos

 

 


13 anos de muita Zuera – Aniversário da Freak Brotherz

março 15, 2011

Energia, groove e atitude são palavras que descrevem a Freak Brotherz. Afinal, são 13 anos fazendo muita Zuera e representando a cena musical pelotense por onde passam. No dia 19 de março, sábado, pós 23h, no Wong Bar (Benjamin esq. Álvaro Chaves) a Freak estará comemorando mais um ano de existência.
A banda que no momento se encontra em estúdio gravando seu segundo disco tem motivos de sobra pra comemorar. São mais de duzentos shows, várias premiações em festivais (só do primeiro disco Dentro da Ideia, nove das treze músicas foram premiadas), e participações em coletâneas e festivais a nível nacional e até internacional, como a participação em três edições do fórum social mundial.
Para o vocalista Danilo Ferreira, a resposta para a longevidade da Freak numa cidade onde poucas bandas conseguem ultrapassar os três primeiros anos de vida é “o prazer em tocar, amizade entre os músicos, acreditar na força do próprio trabalho e o apoio da galera que curte a banda”. Para Ferreira, a história da banda começou em 1998 quando junto com seu irmão, baixista e vocalista, Solano Ferreira, resolveram montar uma banda com a intenção de levar a sério as composições próprias, o que de fato se tornaria a marca da Freak .
Os irmãos Ferreira creditam também a energia e parceria dos músicos Rodrigo Monteiro (guitarrista) e Clovinho Motta (baterista) que apostam no trabalho autoral da banda. Segundo Solano, “esses malucos renovaram as nossas baterias para seguir fazendo o que mais gostamos e sabemos fazer, Zuera”. O show do dia 19 será oportunidade de conferir o que a banda anda preparando para o próximo disco. Algumas composições novas serão apresentadas, bem como antigos clássicos do repertório “Freakbrodeano”.

Além do show da Freak a festa conta com a participação das bandas VadeRetrô e Burnout. Os ingressos antecipados podem ser adquiridos no Papuera Bar a R$ 7,00 e R$ 10,00 na hora. Apoio da Revista Seja, do Papuera Bar e do Body Art estúdio de tatuagem e body piercing.

Serviço: 13 anos de muita Zuera – Aniversário da Freak Brotherz

shows: Freak Brotherz, VadeRetrô e Burnout

Local: Wong Bar (Benjamin esq. Álvaro Chaves)

Dia 19/03, pós 23h

Antecipados no Papuera a R$ 7,00 e R$ 10,00 na hora.


É HOJE!!!! FREAK BROTHERZ no Sete Ao Entardecer

novembro 29, 2010

Chegou o dia!!! Vamos fazer nossa primeira apresentação no palco do Fábrica Cultural, local onde tem sido realizado os shows do projeto Sete Ao Entardecer.

O show é hoje (29/11), às 18h30, no Fábrica Cultural (Rua Félix da Cunha, 952 – entre Av. Bento Gonçalves e Argolo). A entrada é franca.

Essa vai ser a nossa terceira participação no projeto.

Então é isso. Na sequência algumas fotos das edições passadas e do show do Primavera Cultura Livre. Esperamos todos lá e Peixe Vendido, Câmbio Desligo.


Fotos do Projeto Sete Ao Entardecer em  2008 – Rafael Dornelles

Fotos do Sete Ao Entardecer de 2009 – Roberto Dias

Fotos do Primavera Cultura Livre

 


A Freak tá aí e não para. O que passou e o que está por vir.

novembro 9, 2010

Do último post até hoje rolou várias paradas. Alguns shows, gravações e músicas novas.

De shows rolaram na Fearg/Fecis, como banda convidada para noite do Rock e Freak Toca Rage em Bagé no Atelier Coletivo. Dois puta shows. Na sequência fotos do Atelier Coletivo “retratiadas” pelo Daniel “Noia” Ortiz.

No show do Atelier tivemos a honra de tocar de novo com o DJ Pedrinho. Parecia que tinhamos ensaiado a uma semana atrás. Foi muito bom.

No dia 29 de novembro, segunda-feira,  a Freak irá realizar sua terceira participação do projeto Sete ao Entardecer. Com os fechamento temporário do Theatro Sete de Abril os shows foram transferidos para o Fábrica Cultural (Rua Felix da Cunha, 952). A apresentação tem iniciado pontualmente às 18h30 e a entrada é gratuita.

Está para confirmar mais um show ainda em novembro, mas assim que fechar será anunciado pra galera aqui no blog.

Desculpem pela falta de atualizações. Mas, peixe vendido, câmbio desligo.

Fotos do Atelier Coletivo – Daniel “Noia” Ortiz (mais fotos no orkut da banda e dos músicos).

Obs.: DJ Pedrinho no Sete ao Entardecer???


Fotos da 1ª Mostra de Música Popular de Pelotas

maio 5, 2010

Cara, tocar no Teatro Guarany, assim como no Theatro Sete de Abril, é um sonho de cada músico pelotense. Palco onde já passaram milhares de feras e também bons filmes. Eu ainda me lembro a primeira vez que fui ver um filme lá, isso em 1988, mas aí é outra história.

A parada é que a 1ª Mostra de Música Popular de Pelotas foi um sucesso. É claro que não teria como colocar todos os músicos que fazem essa cena musical andar no mesmo palco. Como o próprio nome diz, essa foi a PRIMEIRA. Que venham mais.

A galera que subiu no palco representou bem a diversidade musical da nossa cidade. Rock, Hip Hop, Nativismo, MPB e porque não dizer MPPelotense.

Valeu a galera que compareceu, ajudou com um litro de leite e pode presenciar mais uma história bonita da nossa cultura. Parabéns ao Jonas e a galera do DCE da UFPel e a Reitoria por essa iniciativa em parceria. FOI MUITO FODA.

Como não poderia faltar, a banda está sempre cercada de bons retratistas. As fotos são do meu brotherz Marcel Ávila. Bom Apetite, Peixe Vendido e Câmbio Desligo.

Alencar Lopez